Dicas para escrever bem e elaborar ótimos artigos

"Para se escrever bem, deve-se ler muito. Acho que esse é o melhor conselho. Lendo, amplia-se o nosso conhecimento sobre textos, o conhecimento sobre textos, o conhecimento lexical, o conhecimento do mundo, etc. Com absoluta certeza grandes e bons escritores também são grandes e bons leitores". E outras palavras, o texto/artigo não deve estar claro apenas na cabeça de quem escreve, ele deve ser claro na cabeça de quem lê, e, acima de tudo, ele deve proporcionar no leitor os efeitos esperados pelo escritor.




INTRODUÇÃO:

Não é um tipo de segredo místico, mas essas dicas não são conhecidas por todo mundo, e por mais básicas que sejam, elas são mais valorosas e primeiras etapas que devem ser seguidas para um bom começo. E no artigo de hoje, vamos dá 5 dicas pra você que quer escrever um bom artigo, o que deve fazer. Então coloque em prática todas as dicas descritas no decorrer do artigo que logo você perceberá o quanto valiosas são, e consequentemente seus artigos serão mais qualificativos.

1 Torne-se um leitor ávido

Os primeiros passos para se tornar um grande escritor de artigos é se tornar um leitor ávido. Os melhores escritores são geralmente aqueles que bem instruídos num variedades de assuntos diferentes. A leitura nos permite absorver a maneira com a qual um livro ou um artigo estão construídos, a melhor a melhor maneira de favorecer um bom fluxo de escrita de palavras, e como estruturar sua escrita para que o resultado seja coerente. Se a gente se torna um bom leitor, rápido, compreensivo e ávido, a gente edifica uma fundação mental requerida para ser um bom escritor.

O que deveríamos ler? Pelo que deveríamos começar? Quantas vezes um escritor ambicioso deveria tomar um bom livro em suas mãos?

cada um deveria ler qualquer coisa que lhe agrade, qualquer coisa que ache interessante. Aqueles que leem coisa divertidas ou interessantes têm melhor chance de serem capazes de escrever qualquer coisa de boa qualidade, principalmente artigos para seu blog.

Como regra geral, esperando ser engolido na sua própria escrita e não mais ter o tempo de ler o que quer que seja, cada um deveria sempre ter ao menos um livro que pretenda terminar de ler. Eventualmente seremos capazes de notar nossos próprios erros na escrita, e talvez mesmo na escrita dos outros através da pura prática.

2 Escolha suas influências

A etapa seguinte desse percurso para se tornar um bom escritor é escolher boas influências. Da mesma maneira que na arte da ilustração, os autores que nos interessam vão no fim das contas dar forma ao nosso próprio estilo de escrita.

Um dos segredos dos blogueiros é a escolha autores, ou melhores, blogueiros que você tem uma certa admiração e prazer em ler seus artigos, mas jamais "roube" nada deles, já que isso é uma enorme proibição, mas ler e estudar como eles escrevem. como eles estruturam as coisas e fazem flutuar diferentes elementos, pode ajudar a desenvolver um estilo único.

Há aqueles que tem automaticamente seu próprio estilo e sabem como querem escrever. Mas para a maioria não é o caso, e o estilo é algo que deve ser desenvolvido como tempo.

3 Escreva com originalidade

Pouco importa quais são as ideias que podemos ter, e pouco importa quantas outras pessoas puderam utilizar ideias similares no passado, é importante escrever de uma maneira original.

Hoje em dia, muitos artigos são pálidas cópias carbonizadas umas das outras, ou montagens ilegítimas de obras de sucesso popular. Alguns copiadores vão longe, enquanto que outros se encontram rejeitados.

É difícil encontrar um conceito origina, já que tudo já foi feito e refeito de uma forma ou de outra. Mas se um velho conceito pode ser apresentado sob uma nova luza ou de uma maneira totalmente diferente, isso pode se tornar a obra interessante para o leitor e divertida para o escritor ( Você ).

Algumas originalidades da escritas se referem ao estilo, mas na maior parte do seu tempo se trata da estruturação de uma história e de seus conceitos de uma maneira que é ao menos um pouquinho diferente.

Quando encontramos alguma ideias, não deveríamos nos colocar esta questão:" O que as pessoas gostariam de ler?" Isso ajuda o autor a escrever com uma certa paixão e interesse, e isso será visto na obra definitiva e impulsionará os outros a se tornarem tão apaixonados e interessados pela obra quanto o próprio autor.

4 Quanto deveríamos escrever?

É fácil escrever apenas quando a gente o sente. No momento em que isso tornar a escrita mais fácil e nos fizer escapar habitualmente do desafio de saber o que escrever, não desenvolverá bons hábitos de escrita.

Deveríamos escrever uma pequena coisa a cada dia, pouco importa a qual ponto dor curto. Escrever simplesmente todas as ideias que venham à mente durante a semana pode ajudar a aliviar um certo peso de cérebro e servir nas futuras sessões de escrita.

Um só parágrafo por dia pode realizar bastante progresso para aguardar um pensamento fresco e manter uma revolução significativa na sua própria escrita. Às vezes, é fácil se instalar com a intenção de escrever apenas um pouquinho, e no final a gente acaba por escrever bem mais do que se tinha previsto. Então, consagrar somente alguns minutos por dia para escrever constitui um bom exercício, de receio de pegar ferrugem ou que os conceitos comecem a desaparecer da memória.

5 O que escrever?

Agora que nós fizemos um "tour" pelos principais passos para aprender como escrever, poderíamos nos inclinar sobre os desafios de saber o que escrever. Não é o objetivo deste artigo dar ao leitor sobre o que escrever, mas de preferência como desenvolver suas próprias ideias.

A mais evidente e a mais banal das dicas é escrever o que a gente sabe. Se a gente escreve com experiência ou sobre algo que se sente fortemente e que se conhece a fundo, isso torna a escrita mais fácil e torna mais verossímil e lhe evita parecer distante ou impessoal.

Quer dizer daqueles que querem simplesmente escrever sobre algo que lhes interessa, mas do qual eles sabem pouquíssima coisa? Isso acontece com muita frequência, infelizmente.

No entanto,  a verdade sobre esse ponto é que se pode escrever sobre algo que a gente não conhece necessariamente no início. A melhor ideia continua sendo a de saber bastante para escrever sobre o assunto no momento oportuno.

É por isso que é importante efetuar uma pesquisa suficiente sobre um assunto para escrever de uma maneira convincente. Saber exatamente os fundamentos de um assunto pode tornar sua escrita muito verossímil e, sobretudo, útil, melhorando bastante a qualidade de seu conteúdo.

CONCLUSÃO:

Pronto é quase tudo para esta introdução ao mundo da escrita. As duas coisas mais importantes são saber como escrever e o que escrever. Espero que este artigo possa ter te ajudado a guiar um autor ambicioso na direção do bom caminho. Boa sorte!

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »